Invernadas

ATENÇÃO PEÕES E PRENDAS:

Em anexo, o regulamento do XIV Festival Nacional da Cultura Gaúcha – 2014. A primeira etapa já acontece em Espumoso/RS nos dias 07 e 08 de dezembro de 2013.

Mais informações no site: http://www.fncg.art.br/

Regulamento XIV FNCG 2014

OS OBJETIVOS

  • Evitar todas as formas de vaidade e personalismo que buscam no Movimento Tradicionalista veículo para projeção em proveito próprio.
  • Promover, no meio do nosso povo, uma retomada de consciência dos valores morais do gaúcho.
  • Preservar nosso patrimônio sociológico representado, principalmente pelo linguajar, vestimenta, arte culinária, formas de lides e artes populares.
  • Prestigiar e estimular quaisquer iniciativas que, sincera e honestamente, queiram perseguir objetivos correlatos com os do tradicionalismo.
  • Incentivar, em todas as formas de divulgação e propaganda, o uso sadio dos autênticos motivos regionais.
  • Zelar pela pureza e fidelidade dos nossos costumes autênticos, combatendo todas as manifestações individuais ou coletivas, que artificializem ou descaracterizem as nossas coisas tradicionais.
  • Procurar o despertar da consciência para o espírito cívico de unidade e amor à Pátria.
  • Buscar, finalmente, a conquista de um estágio de força social que lhe dê ressonância nos Poderes Públicos e nas Classes Riograndenses, para atuar real, poderosa e eficientemente, no levantamento dos padrões morais e de vida de nosso Estado, rumando, fortalecido, para o campo e o homem rural, suas raízes primordiais, cumprindo, assim, sua alta destinação histórica em nossa Pátria.

Todos os parágrafos anteriores constam da carta de princípios do Movimento Tradicionalista Gaúcho.

DISPOSIÇÕES GERAIS

  1.  O XIV Festival Nacional da Cultura Gaúcha será realizado em 05 (cinco) etapas que estão descritas no cronograma do evento (Final).
  2. Os concorrentes individuais e/ou grupos deverão pontuar, em 4 (quatro) etapas do XI FNCG, ou seja, haverá 1 (um) descarte nesta edição. O Grupo e/ou individual que participar das 5 etapas, terá o menor ponto desconsiderado para que seja computado somente 4 etapas.
  3. Como na edição anterior, o CTG Porteira do Rio Grande, concederá aos CAMPEÕES das diversas modalidades, vagas na FINAL do 31º Rodeio Internacional de Vacaria em 2016.
  4. Em caso de desistência da vaga referenciada no item anterior, a mesma não passará para o segundo colocado. A vaga é intransferível.
  5. Pode o detentor da vaga optar por concorrer a fase classificatória do 31º Rodeio Internacional de Vacaria, sem retroceder seus antigos direitos em caso de insucesso.
  6. Fica instituído na modalidade de danças tradicionais o Troféu “O GAÚCHO”, que será um troféu móvel, entregue aos vencedores ao final de cada edição do Festival nacional da Cultura Gaúcha, sendo que, os grupos que o conquistarem 03 (três) vezes consecutivas ou 05 (cinco) intercaladas ficarão com o troféu em definitivo.
  7. As entidades promotoras das etapas ficarão responsáveis pela organização e infraestrutura necessárias aos participantes, tais como: alojamentos, refeições (com preços acessíveis), premiações em dinheiro, sonorização adequada que atenda as necessidades de todos os conjuntos musicais e outros participantes, despesas com avaliadores dos concursos individuais e grupos vocais, entre outras, de acordo com as normas do COFAT.
  8. O Festival Nacional da Cultura Gaúcha é coordenado pelo COFAT – Comitê Organizador de Festivais de Arte e Tradição.
  9. As entidades promotoras das etapas ficam responsáveis pelo repasse de um valor estabelecido pelo COFAT para cobertura de despesas com as comissões avaliadoras dos diversos concursos, serviços de secretaria da etapa (digitação e divulgação de resultados) e troféus do XIV FNCG.

10. A entidade promotora de etapa que se comprometeu e não a fez, será punida sendo desclassificada (entidade e seus concorrentes individuais) e sua etapa na edição seguinte será disponibilizada ao COFAT para escolha de outro promotor.

11. Ressalvado para o item anterior as hipóteses de cancelamento por calamidade pública, epidemias, pandemias ou outros motivos que possam colocar em risco a integridade dos participantes do FNCG.

12. As comissões avaliadoras dos concursos individuais, a partir do XIV, passam a ser de responsabilidade do COFAT, bem como a orientação quanto aos quesitos a serem avaliados. Assim, as entidades promotoras de etapas, poderão participar das etapas a que estiverem promovendo.

13. Fica estabelecido parâmetro de notas entre 05 (cinco) como nota mínima e 10 (dez) como nota máxima para todos os participantes do XIV FNCG, exceto no concurso de chula devido aos descontos previstos.

14. As entidades participantes do festival devem indicar uma pessoa que será devidamente credenciada para manter os contatos ou fazer solicitações à comissão organizadora do evento. Somente esta pessoa terá acesso à comissão organizadora da etapa e do festival. Este representante deverá apresentar uma procuração assinada pelo patrão da entidade.

15. As entidades inscritas em etapas do FNCG estão automaticamente inscritas no FNCG, não necessitando inscrição separada. Será obrigatória a utilização doprograma de inscrições disponível no site http://www.fncg.art.br. Cada entidade deverá cadastrar um responsável pela utilização do sistema que receberá usuário e senha para envio, cancelamento e conferência das inscrições. Será possível verificar a ordem de apresentação imediatamente ao envio da mesma.

16. O email fncg@fncg.art.br continua sendo o e-mail oficial do XIV FNCG mas não será mais utilizado para recebimento de inscrições. Será utilizado para solicitar usuário e senha do sistema e para demais assuntos. Ao utilizar o programa de inscrições, a ordem de apresentação não será alterada em caso de modificação nas inscrições e/ou músicos.

17. O prazo de inscrição para cada etapa deverá ser de no mínimo uma semana,encerrando-se o mesmo na quinta-feira anteriorao inicio dos concursos, para que a entidade promotora da etapa possa se organizar.

18. As premiações dos concursos de danças tradicionais deverão ser iguais nas quatro categorias: Mirim, juvenil, adulta e veterana, sendo todos os concursos premiados até o terceiro lugar com troféu.

19. É indispensável que as entidades organizadoras das etapas, encerrem as mesmas no máximo até às 18:00 horas do domingo, devido ao retorno das entidades participantes até suas cidades de origem.

20. Extingue-se a reunião de posteiros no sábado pela manhã, mas nos sábado à noite a comissão organizadora irá se reunir para discutir e esclarecer dúvidas que surjam.

21. Ficou instituída a partir do V FNCG, a Comissão de Ética, que terá por finalidade fiscalizar, dirimir dúvidas, proceder ao julgamento e impor penalidades, quando assim se fizer necessário, de situações que possam denegrir a imagem do festival, seus organizadores e/ou entidades participantes.

22. A Comissão de Ética do Festival Nacional da Cultura Gaúcha será composta pelos Patrões das entidades promotoras de etapas e reunirão-se ordinariamente às 20:00hs do sábado em que se realiza a etapa nas dependências do evento.

23. A Comissão de Ética do FNCG reserva-se o direito de não aceitar inscrições, nos 02 festivais seguintes, de integrantes ou entidades que deliberadamente ajam de má fé ou tenham atitudes desrespeitosas com outros participantes ou comissões organizadoras ou avaliadoras de qualquer etapa do festival.

24. Caso seja comprovado que algum participante do FNCG utilizou de má conduta, para com as comissões avaliadoras e organizadoras e também com os demais participanteso mesmo será eliminado do festival e a entidade tradicionalista por ele representada será eliminada da etapa onde ocorreu o fato.

 DOS CONCURSOS

25. Todos os concursos do FNCG serão realizados em fase única, independente do número de participantes.

26. Os concursos individuais nas modalidades Mirim e Juvenil acontecerão no domingo, enquanto os concursos individuais das categorias Adulto e Veterano serão realizados no sábado.

27. Os concursos de danças tradicionais nas modalidades Mirim, Juvenil e Veterano serão realizados no sábado, enquanto que o concurso de danças tradicionais Adulto será realizado no domingo.

28. A ordem de apresentação será inversa à ordem de inscrição, ou seja, a primeira entidade inscrita será a última a apresentar-se.

29. As trocas na ordem de apresentação, se necessário, deverão ser feitas entre entidades que possuam o mesmo número de grupos de danças para que não interfiram no horário das demais entidades participantes.

30. Durante o FNCG serão observados rigorosamente os limites de idades para Piazito, Mirim e Juvenil impostos pelo MTG de origem da entidade participante.

31. Para a categoria adulta não existe limites de idade para participar do FNCG.

32. Na categoria Veterana, fica estipulados a idade de 30 anos como limite mínimo de idade para participar do FNCG.

33. Todos os participantes do FNCG deverão comprovar a idade através da apresentação do Cartão Tradicionalista do MTG ou protocolo com firma reconhecida, fornecida pela coordenadoria regional acompanhada da Carteira de Identidade.

34. Caso seja constatado que algum concorrente participou de forma irregular (tanto nos concursos individuais quanto coletivos) em alguma das etapas do FNCG, este será automaticamente eliminado do festival e o grupo de danças que ele representou será desclassificado da etapa em disputa.

35. Cada participante poderá trocar de entidade ou modalidade somente uma vez durante o festival. O descumprimento deste item ocasionará na eliminação sumária do participante do FNCG em todas as modalidades que o mesmo tiver participado, e o grupo de danças que ele representou perderá os pontos referentes à etapa. Em caso de reincidência a entidade será sumariamente desclassificada. Estas trocas deverão ser comunicadas por escrito ao COFAT.

36. Cada entidade poderá inscrever até 6 (seis) músicos na etapa mas subirão ao palco com o máximo de 5 (cinco) componentes. A troca de músicos poderá ser feita entre uma invernada e outra da entidade mas não entre uma dança e outra de uma mesma invernada. Cada músico poderá representar até três entidades distintas, desde que em caso de já haverem tocado juntos, nem um dos elementos voltem a se encontrar no palco novamente. A desobediência desse item acarretará na perda da nota deste quesito de todas as invernadas envolvidas.

37. Cada entidade participante do FNCG poderá inscrever até 04 (quatro) concorrentes em cada modalidade individual. O não comparecimento do concorrente sem comunicação antecipada acarretará na suspensão de participação naquela modalidade na etapa seguinte, podendo participar somente na próxima.

38. Em caso de cancelamento de inscrição, procurar fazer através do sistema enquanto as inscrições estão abertas. Caso as inscrições já estiverem encerradas, o mesmo deverá ser feito até às 12:00hs do sábado da realização da etapa na secretaria do evento.

39. Cada concorrente poderá participar somente em uma categoria de idade, nas diversas modalidades do festival. Por exemplo: Se o concorrente participar na modalidade de chula juvenil, o mesmo deverá optar pela categoria juvenil em todas as outras modalidades, ou seja, não poderá disputar danças categoria adulta, exceto nos casos em que não há modalidade prevista.

40. O participante que ultrapassar o limite de idade da sua categoria no decorrer do FNCG não levará seus pontos com a troca de categoria. Aconselha-se observar tal situação para que o concorrente já participe na categoria subseqüente desde o início do FNCG.

41. Todos os grupos de danças participantes das etapas do FNCG deverão no ato da inscrição, montar e/ou conferir os grupos no sistema (por invernada com a respectiva data de nascimento e número do Cartão Tradicionalista para que seja feito o controle de idades das categorias).

42. As danças deverão ser avaliadas em seus aspectos “musi-coreográficos”, nas seguintes obras publicadas: “O Gaúcho – Danças, Trajes e Artesanato” de João Carlos D’Ávila Paixão Cortes, Ponto & Pesponto da Vestimenta da Prenda de João Carlos D’Ávila Paixão Cortes com anotações de Marina Cortes, Danças Gauchescas e Carta de Vacaria – 1992 de autoria de João Carlos D’Ávila Paixão Cortes, Manual de Gaúchas de João Carlos D’Ávila Paixão Cortes e Barbosa Lessa e Danças Tradicionais Gaúchas MTG-RS.

43. No caso de danças não publicadas, serão avaliadas de acordo com os cursos ministrados.

44. O concurso de chula será avaliado pela obra “Danças Birivas do Tropeirismo Gaúcho” de João Carlos D’Ávila Paixão Cortes.

45. Para a MOSTRA de Danças Birivas, fica instituído o troféu de participação especial e o número de participantes convidados fica a critério de cada promotor de etapa. As danças deverão seguir o disposto na obra “Danças Birivas do Tropeirismo Gaúcho” de João Carlos D’Ávila Paixão Cortes.

46. Fica instituída a MOSTRA DE DANÇAS AÇORIANAS e PORTUGUESAS, sem avaliação e com troféu de participação a critério do organizador da etapa.

47. É necessário que as etapas do FNCG disponham de palcos de no mínimo 12 x 12 metros de área livre para os concursos de danças tradicionais. Para os concursos de intérprete vocal, poesia, gaita e violão é necessário que haja local apropriado, longe de barulho, que ofereça condições aos participantes e a platéia, tais como cadeiras ou arquibancadas.

48. Para o concurso de chula, é necessário que os organizadores das etapas providenciem palcos compatíveis com o referido concurso, sendo este em madeira, com espaço suficiente para que o chuleador possa desenvolver com tranqüilidade a sua apresentação.

49. Os grupos de danças não poderão repetir danças já executadas em etapas anteriores dentro do ano de realização do FNCG, sob pena de zerar as notas das danças em questão, obtidas na etapa onde as danças foram repetidas.

50. Para os eventos realizados no estado de Santa Catarina poderão ser utilizados os blocos de danças do MTG (SC) desde que as danças escolhidas pelas entidades estejam relacionadas nos blocos abaixo.

51. As invernadas mirins e veteranas apresentarão 03(três) danças de livre escolha, sendo um de cada bloco, enquanto que, as invernadas juvenis e adultas apresentarão 04(quatro) danças de livre escolha, sendo uma de cada bloco.

52. Sugere-se ao líder do grupo vocal que sejam mencionados os autores das obras a serem executadas na apresentação de cada grupo de dança.

53. Blocos de Danças do Festival Nacional da Cultura Gaúcha 2013/2014:

ADULTO (32 danças) 

Bloco A Bloco B Bloco C Bloco D Bloco E
Cana VerdeCaranguejoChimarrita

Ranch Carreirinha

Sarrabalho

Balão Caído

RiloChotes das 2 damasChotes Inglês

Chotes 7 Voltas

Chotes 7 Passos

Mazurca Galopeada

BalaioChimarrita BalãoTirana do Ombro

Tirana do Lenço

Queromaninha

Anú

Chico SapateadoQuero ManaValsa Mão Trocada

Tatú c/Volta Meio

Pau de Fitas

Havaneira Marcada

Tatú (castanholas)

Valsa das CadenasFaca MarujaPericon

Bem-te-vi

Roseira

Jardineira

Vinte e Quatro

 

JUVENIL (26 danças)

Bloco A Bloco B Bloco C Bloco D
Cana VerdeCaranguejoChimarrita

Maçanico

Pezinho

Havaneira Marcada

Chotes CarreirinhoChotes Duas DamasChotes Inglês

Chotes Sete Voltas

Chotes Sete Passos

Queromaninha

BalaioChimarrita BalãoChico Sapateado

Rancheira Carreirinha

Sarrabalho

Tatu c/Volta no Meio

Anu

Balão CaídoQuero ManaValsa Mão Trocada

Valsa das Cadenas

Tatu (de castanholas)

Pau de Fitas

Rilo

MIRIM (19 danças)

Bloco A Bloco B Bloco C
Cana VerdeCaranguejoChimarrita

Maçanico

Pezinho

Mazurca Marcada

Chotes CarreirinhoChotes Duas DamasChotesPonta e Taco

Chotes Sete Voltas

Chotes Sete Passos

Queromaninha

TatuChimarrita BalãoChico Sapateado

Rancheira Carreirinha

Sarrabalho

Tatu c/Volta no Meio

Balão Caído

As Veteranas escolhem as danças livremente entre os blocos acima. Obrigatoriamente uma de cada bloco. Blocos (Mirim A, B e C – Juvenil e Adulto escolhe 3 danças entre A, B, C e D)

54. O XIV FNCG deverá conter as seguintes modalidades/categorias:

Concurso (modalidade) Categoria
Piazito Mirim Juvenil Adulta Veterana Única
Danças tradicionais (Única) X X X X
Chula (Peão) X X X X X
Declamação (Peão) X X X X
Declamação (Prenda) X X X X
Gaita Tecla (Única) X X X
Gaita Ponto (Única) X
Intérprete Vocal (Peão) X X X
Intérprete Vocal (Prenda) X X X
Violão Solo (Única) X X
Danças Birivas (Mostra) X
Danças Açorianas (Mostra) X
Danças Portuguesas (Mostra) X
CAMPEÃO GERAL X

55. A partir do XIV FNCG volta-se a conceder pontos aos concorrentes para a escolha do Campeão Geral e campeão de cada categoria.

56. Os critérios de pontuação para a escolha do Campeão Geral fica descrito abaixo:

  • §  Concursos Individuais = 1º – 50 pontos, 2º – 49 pontos e assim sucessivamente (diferença de 1 ponto).
  • §  Concursos de Danças = 1º – 200 pontos, 2º – 198 pontos, 3º – 196 pontos, 4º – 194 pontos, 5º – 192 pontos e do 6º lugar para frente, decresce 1 pontos da posição anterior (191,190,189,…). 

57. Serão premiados com troféus somente os campeões de cada modalidade além da entidade Campeã Geral.

58. A entidade CAMPEÃ GERAL DO FNCG receberá indicação para participar de festivais de folclore na Europa, na qualidade de representante oficial do COFAT no ano posterior a sua conquista. 

59. Todos os itens deste regulamento foram votados e aprovados em reunião realizada na cidade de Vacaria/RS no dia 12/10/2013 e todas as etapas do XIV FNCG deverão cumprí-los na íntegra ficando os casos omissos para serem resolvidos pela comissão organizadora do evento e pela diretoria do COFAT, sendo suas decisões irrecorríveis, não sujeitas a recurso.

60. Ficam instituídas as etapas conforme cronograma abaixo:

  • ·       06 a 08/12/2013 – Espumoso/RS (Abertura)
  • ·       21 a 23/03/2014 – Lages/SC
  • ·       19 e 20/04/2014 – Carazinho/RS
  • ·       03 e 04/05/2014 – Turvo/SC
  • ·       13 e 14/09/2014 – Canoas/RS (Final)

Invernada Mirim e Invernada Adulta do GF Piazito Gaudério

canoas invernadapiazito mirim

Atenção Peão e Prenda:

Acesse o link abaixo para compor suas pilchas: prendas, peões, prenda mirim, peão mirim. Saiba o que pode e o que não pode usar, o que é aceitável e o que é vedado dentro da tradição gaúcha. Saiba também sobre as diretrizes das encilhas dos equinos, em vigor desde julho de 2011. Também aprenda fazer diversos tipos de nós de lenço: acesse ao site do MTG/RS (Movimento Tradicionalista Gaúcho do Rio Grande do Sul).

Diretrizes:  http://ideiailtda.com.br/clientes/mtg/fol_indumentaria.php

Regulamento Festival Nacional da Cultura Gaúcha – 2013

Acompanhe outras informações no site:  http://www.fncg.art.br/?page_id=7

OS OBJETIVOS

  • Evitar todas as formas de vaidade e personalismo que buscam no Movimento Tradicionalista veículo para projeção em proveito próprio.
  • Promover, no meio do nosso povo, uma retomada de consciência dos valores morais do gaúcho.
  • Preservar nosso patrimônio sociológico representado, principalmente pelo linguajar, vestimenta, arte culinária, formas de lides e artes populares.
  • Prestigiar e estimular quaisquer iniciativas que, sincera e honestamente, queiram perseguir objetivos correlatos com os do tradicionalismo.
  • Incentivar, em todas as formas de divulgação e propaganda, o uso sadio dos autênticos motivos regionais.
  • Zelar pela pureza e fidelidade dos nossos costumes autênticos, combatendo todas as manifestações individuais ou coletivas, que artificializem ou descaracterizem as nossas coisas tradicionais.
  • Procurar o despertar da consciência para o espírito cívico de unidade e amor à Pátria.
  • Buscar, finalmente, a conquista de um estágio de força social que lhe dê ressonância nos Poderes Públicos e nas Classes Riograndenses, para atuar real, poderosa e eficientemente, no levantamento dos padrões morais e de vida de nosso Estado, rumando, fortalecido, para o campo e o homem rural, suas raízes primordiais, cumprindo, assim, sua alta destinação histórica em nossa Pátria.

Todos os parágrafos anteriores constam da carta de princípios do
Movimento Tradicionalista Gaúcho
.

 

DISPOSIÇÕES GERAIS

 

1.  A partir do XIII FNCG, o CTG Porteira do Rio Grande, volta a conceder aos CAMPEÕES das diversas modalidades, vagas na FINAL do 30º Rodeio Internacional de Vacaria no ano de 2014.

2.  Em caso de desistência da vaga referenciada no item anterior, a mesma não passará para o segundo colocado. A vaga é intransferível.

3.  Pode o detentor da vaga optar por concorrer a fase classificatória do 30º Rodeio Internacional de Vacaria, sem retroceder seus antigos direitos em caso de insucesso.

4.  Fica instituído na modalidade de danças tradicionais o Troféu “O GAÚCHO”, que será um troféu móvel, entregue aos vencedores ao final de cada edição do Festival nacional da Cultura Gaúcha, sendo que, os grupos que o conquistarem 03 (três) vezes consecutivas ou 05 (cinco) intercaladas ficarão com o troféu em definitivo.

5.  O XIII Festival Nacional da Cultura Gaúcha será realizado em 06 (seis) etapas que estão descritas no cronograma do evento.

6.  Os concorrentes individuais e/ou grupos deverão pontuar, em 04 (quatro) etapas durante o XIII FNCG.

7.  Caso haja cancelamento de alguma etapa, a exigência constante no item 7 (sete) fica reduzida na mesma proporção.

8.  Caso algum concorrente ou grupo participe em mais de 04 (quatro) etapas, automaticamente serão descartadas as notas mais baixas em todas as modalidades do FNCG de forma a atender aos itens 7 (sete) e 8 (oito) deste Regulamento.

9.  As entidades promotoras das etapas ficarão responsáveis pela organização e infraestrutura necessárias aos participantes, tais como: área para acampamento, refeições (com preços acessíveis), premiações em dinheiro, sonorização adequada que atenda as necessidades de todos os conjuntos musicais e outros participantes, despesas com avaliadores dos concursos individuais e grupos vocais, entre outras, de acordo com as normas do COFAT.

10. O Festival Nacional da Cultura Gaúcha é coordenado pelo COFAT – Comitê Organizador de Festivais de Arte e Tradição.

11. As entidades promotoras das etapas ficam responsáveis pelo repasse de um valor estabelecido pelo COFAT para cobertura de despesas com as comissões avaliadoras dos diversos concursos, serviços de secretaria da etapa (digitação e divulgação de resultados) e troféus do XIII FNCG.

12. A entidade promotora de etapa que se comprometeu e não a fez, será punida sendo desclassificada (entidade e seus concorrentes individuais) e sua etapa na edição seguinte será disponibilizada ao COFAT para escolha de outro promotor.

13. Ressalvado para o item anterior as hipóteses de cancelamento por calamidade pública, epidemias, pandemias ou outros motivos que possam colocar em risco a integridade dos participantes do FNCG.

14. As comissões avaliadoras dos concursos individuais, a partir do XIII FNCG, passam a ser de responsabilidade do COFAT, bem como a orientação quanto aos quesitos a serem avaliados. Assim, as entidades promotoras de etapas, poderão participar das etapas a que estiverem promovendo.

15. Somente na primeira etapa do XIII FNCG os avaliadores dos concursos individuais serão de responsabilidade do promotor, neste caso fica vedada a participação da entidade nos diversos concursos.

16. Fica estabelecido parâmetro de notas entre 05 (cinco) como nota mínima e 10 (dez) como nota máxima para todos os participantes do XIII FNCG, exceto no concurso de chula devido aos descontos previstos.

17. As entidades participantes do festival devem indicar uma pessoa que será devidamente credenciada para manter os contatos ou fazer solicitações à comissão organizadora do evento. Somente esta pessoa terá acesso à comissão organizadora da etapa e do festival. Este representante deverá apresentar uma procuração assinada pelo patrão da entidade.

18. As entidades inscritas em etapas do FNCG estão automaticamente inscritas no FNCG, não necessitando inscrição separada. Será obrigatória a utilização da ficha de inscrição padrão disponível no site http://www.fncg.art.br. A ficha de inscrição deverá ser enviada exclusivamente para o e-mail fncg@fncg.art.br de acordo com o prazo de inscrição definido em cada etapa.

19. Não serão consideradas as inscrições sem a utilização da ficha de inscrição padrão e sem o envio da nominata de todos os componentes dos grupos de danças, dos músicos e dos concorrentes individuais. Se, após a inscrição feita, a entidade mandar correções ou complementos, estará valendo para a ordem de apresentação, a última alteração enviada, seja por e-mail ou pessoalmente.

20. O prazo de inscrição para cada etapa deverá ser de no mínimo uma semana,encerrando-se o mesmo na quarta-feira anterior ao inicio dos concursos, para que a entidade promotora da etapa possa organizar a ordem de apresentação das entidades e informá-las aos participantes.

21. As premiações dos concursos de danças tradicionais deverão ser iguais nas quatro categorias: Mirim, juvenil, adulta e veterana, sendo todos os concursos premiados até o terceiro lugar com troféu.

22. As entidades estão liberadas em participar por modalidade, favorecendo também os participantes individuais.

23. A pontuação das entidades e participantes individuais do FNCG será a da media final dos concorrentes, tanto nos concursos individuais quanto nos grupos de danças. A média poderá utilizar até 03 casas decimais depois da vírgula.

24. É indispensável que as entidades organizadoras das etapas, encerrem as mesmas no máximo até às 18:00 horas do domingo, devido ao retorno das entidades participantes até suas cidades de origem.

25. Extingue-se a reunião de posteiros no sábado pela manhã, mas nos sábado à noite a comissão organizadora irá se reunir para discutir e esclarecer dúvidas que surjam.

26. Ficou instituída a partir do V FNCG, a Comissão de Ética, que terá por finalidade fiscalizar, dirimir dúvidas, proceder ao julgamento e impor penalidades, quando assim se fizer necessário, de situações que possam denegrir a imagem do festival, seus organizadores e/ou entidades participantes.

27. A Comissão de Ética do Festival Nacional da Cultura Gaúcha será composta pelos Patrões das entidades promotoras de etapas e reunirão-se ordinariamente às 20:00hs do sábado em que se realiza a etapa nas dependências do evento.

28. A Comissão de Ética do FNCG reserva-se o direito de não aceitar inscrições, nos 02 festivais seguintes, de integrantes ou entidades que deliberadamente ajam de má fé ou tenham atitudes desrespeitosas com outros participantes ou comissões organizadoras ou avaliadoras de qualquer etapa do festival.

29. Caso seja comprovado que algum participante do FNCG utilizou de má conduta, para com as comissões avaliadoras e organizadoras e também com os demais participanteso mesmo será eliminado do festival e a entidade tradicionalista por ele representada será eliminada da etapa onde ocorreu o fato.

DOS CONCURSOS

30. Todos os concursos do FNCG serão realizados em fase única, independente do número de participantes.

31. Os concursos individuais nas modalidades Mirim e Juvenil acontecerão no domingo, enquanto os concursos individuais das categorias Adulto e Veterano serão realizados no sábado.

32. Os concursos de danças tradicionais nas modalidades Mirim, Juvenil e Veterano serão realizados no sábado, enquanto que o concurso de danças tradicionais Adulto será realizado no domingo.

33. A ordem de apresentação será inversamente proporcional à ordem de inscrição, ou seja, a primeira entidade inscrita será a última a apresentar-se.

34. As trocas na ordem de apresentação, se necessário, deverão ser feitas entre entidades que possuam o mesmo número de grupos de danças para que não interfiram no horário das demais entidades participantes.

35. Durante o FNCG serão observados rigorosamente os limites de idades para Piazito, Mirim e Juvenil impostos pelo MTG de origem da entidade participante.

36. Para a categoria adulta não existe limites de idade para participar do FNCG.

37. Na categoria Veterana, fica estipulados o limite de 25 anos para a prenda e 30 anos para o peão como limite mínimo de idade para participar do FNCG.

38. Todos os participantes do FNCG deverão comprovar a idade através da apresentação do Cartão Tradicionalista do MTG ou protocolo com firma reconhecida, fornecida pela coordenadoria regional acompanhada da Carteira de Identidade.

39. Caso seja constatado que algum concorrente participou de forma irregular (tanto nos concursos individuais quanto coletivos) em alguma das etapas do FNCG, este será automaticamente eliminado do festival e o grupo de danças que ele representou será desclassificado da etapa em disputa.

40. Cada participante poderá trocar de entidade ou modalidade somente uma vez durante o festival. O descumprimento deste item ocasionará na eliminação sumária do participante do FNCG em todas as modalidades que o mesmo tiver participado, e o grupo de danças que ele representou perderá os pontos referentes à etapa. Em caso de reincidência a entidade será sumariamente desclassificada. Estas trocas deverão ser comunicadas por escrito ao COFAT.

41. Os musicais dos grupos de danças, subirão ao palco com o máximo de 5 (cinco) componentes. Cada músico poderá representar até três entidades distintas, desde que, em caso de já haverem tocado juntos, nem um dos elementos voltem a se encontrar no palco novamente. A desobediência desse item acarretará na perda da nota deste quesito de todas as invernadas envolvidas.

42. A nominata dos músicos será entregue juntamente com a nominata dos dançarinos e os mesmos deverão apresentar seus documentos antes de subirem ao palco.

43. Cada entidade participante do FNCG poderá inscrever até 03(três) concorrentes em cada etapa nas modalidades individuais. O não comparecimento do concorrentesem comunicação antecipada acarretará na suspensão de participação naquela modalidade na etapa seguinte, podendo participar somente na próxima.

44. Em caso de cancelamento de inscrição, o mesmo deverá ser feito até às 12:00hs do sábado da realização da etapa.

45. Cada concorrente poderá participar somente em uma categoria, nas diversas modalidades do festival. Por exemplo: Se o concorrente participar na modalidade de chula juvenil, o mesmo deverá optar pela categoria juvenil em todas as outras modalidades, ou seja, não poderá disputar danças categoria adulta.

46. O participante que ultrapassar o limite de idade da sua categoria no decorrer do FNCG não levará seus pontos com a troca de categoria. Aconselha-se observar tal situação para que o concorrente já participe na categoria subseqüente desde o início do FNCG.

47. Todos os grupos de danças participantes das etapas do FNCG deverão no ato da inscrição, apresentar a nominata dos seus componentes (por invernada com a respectiva data de nascimento e número do Cartão Tradicionalista para que seja feito o controle de idades das categorias).

48. As danças deverão ser avaliadas em seus aspectos “musi-coreográficos”, nas seguintes obras publicadas: “O Gaúcho – Danças, Trajes e Artesanato” de João Carlos D’Ávila Paixão Cortes, Ponto & Pesponto da Vestimenta da Prenda de João Carlos D’Ávila Paixão Cortes com anotações de Marina Cortes, Danças Gauchescas e Carta de Vacaria – 1992 de autoria de João Carlos D’Ávila Paixão Cortes, Manual de Gaúchas de João Carlos D’Ávila Paixão Cortes e Barbosa Lessa e Danças Tradicionais Gaúchas MTG-RS.

49. No caso de danças não publicadas, serão avaliadas de acordo com os cursos ministrados.

50. O concurso de chula será avaliado pela obra “Danças Birivas do Tropeirismo Gaúcho” de João Carlos D’Ávila Paixão Cortes.

51. Para a MOSTRA de Danças Birivas, a partir do VIII FNCG, fica instituído o troféu de participação especial e o número de participantes convidados fica a critério de cada promotor de etapa. As danças deverão seguir o disposto na obra “Danças Birivas do Tropeirismo Gaúcho” de João Carlos D’Ávila Paixão Cortes.

52. Fica instituída a MOSTRA DE DANÇAS AÇORIANAS e PORTUGUESAS a partir do X FNCG, sem avaliação e com troféu de participação a critério do organizador da etapa.

53. A Comissão Organizadora da etapa deverá encaminhar ao COFAT – Comitê Organizador de Festivais de Arte e Tradição uma planilha com os resultados gerais da etapa para que seja feito o acúmulo dos pontos e esta deverá estar assinada pelo patrão da entidade organizadora.

54. É necessário que as etapas do FNCG disponham de palcos de no mínimo 12×12 metros de área livre para os concursos de danças tradicionais. Para os concursos de intérprete vocal, poesia, conjunto vocal é necessário que haja local apropriado, longe de barulho, que ofereça condições aos participantes e a platéia, tais como cadeiras ou arquibancadas.

55. Para o concurso de chula, é necessário que os organizadores das etapas providenciem palcos compatíveis com o referido concurso, sendo este em madeira, com espaço suficiente para que o chuleador possa desenvolver com tranqüilidade a sua apresentação.

56. Os grupos de danças não poderão repetir danças já executadas em etapas anteriores dentro do ano de realização do FNCG, sob pena de zerar as notas das danças em questão, obtidas na etapa onde as danças foram repetidas.

57. Para os eventos realizados no estado de Santa Catarina poderão ser utilizados os blocos de danças do MTG (SC) desde que as danças escolhidas pelas entidades estejam relacionadas nos blocos abaixo (art 61).

58. Não haverá sorteio de danças para nenhuma modalidade;

59. As invernadas mirins e veteranas apresentarão 03(três) danças de livre escolha, sendo um de cada bloco, enquanto que, as invernadas juvenis e adultas apresentarão 04(quatro) danças de livre escolha, sendo uma de cada bloco. O grupo que apresentar danças de mesmo bloco, terá a nota da segunda dança apresentada zerada, ou seja, receberá os pontos somente na primeira dança apresentada. Nos casos de repetição de dança já apresentada em etapa anterior, a nota da mesma também será zerada.

60. Sugere-se ao líder do grupo vocal que sejam mencionados os autores das obras a serem executadas na apresentação de cada grupo de dança.

61. Blocos de Danças do Festival Nacional da Cultura Gaúcha 2012/2013:

ADULTO (35 danças)

Bloco A                       Bloco B                       Bloco C                       Bloco D
Cana Verde                 Chotes 2 Damas          Anú                              Balão Caído
Caranguejo                  Chotes Inglês               Balaio                          Bentevi
Chimarrita                    Chotes Par Trocado    Chimarrita Balão         Graxaim
Chico Sapateado         Chotes Sete Voltas      Roseira                       Queromana
Havaneira Marcada      Chotes Sete Passos   Sarrabalho                  Queromaninha
Mazurca Galopeada     Faca Maruja                Tatu Castanholas       Valsa das Cadenas
Rancheira Carreirinha  Jardineira                    Tatu c/Volta Meio        Valsa da Mão Trocada
Rilo                                Pau de Fitas               Tirana do Lenço         Vaneirão Sapateado
————–                     Pericon                       Tirana do Ombro        Vinte e Quatro

JUVENIL (25 danças)
Bloco A                       Bloco B                       Bloco C                       Bloco D
Cana Verde                 Chotes Carreirinho       Balaio                           Balão Caído
Caranguejo                 Chotes Duas Damas    Chimarrita Balão         Queromana
Chimarrita                   Chotes Inglês                Chico Sapateado        Queromaninha
Havaneira Marcada     Chotes Par Trocado     Rancheira Carreirinha Mazurca Marcada
Pezinho                       Chotes Sete Passos     Sarrabalho                  Mazurca Galopeada
Maçanico                     Chotes Sete Voltas       Tatu Castanholas       Vaneirão Sapateado
———-                        ———-                          Tatu c/Volta Meio         ———-

MIRIM (15 danças)
Bloco A                                Bloco B                                Bloco C
Cana Verde                          Chotes Carreirinho               Chimarrita Balão
Caranguejo                          Chotes Duas Damas            Chico Sapateado
Chimarrita                            Chotes Inglês                        Rancheira de Carreirinha
Pezinho                                Chotes Ponta e Taco           Sarrabalho
Maçanico                             Chotes Par Trocado             Tatu Castanholas
Mazurca Marcada                Chotes Sete Voltas              Tatu c/Volta Meio

As Veteranas escolhem as danças livremente entre os blocos acima. Obrigatoriamente uma de cada bloco. Se escolherem os Blocos da Mirim A, B e C – Caso escolham os blocos da  Juvenil e Adulto escolhe 3 danças entre A, B, C e D)

62. O XIII FNCG deverá conter as seguintes modalidades/categorias:

Concurso (modalidade) Categoria
Piazito Mirim Juvenil Adulta Veterana Única
Danças tradicionais X X X X
Chula (Peão) X X X X X
Declamação (Peão) X X X X
Declamação (Prenda) X X X X
Gaita Tecla (Única) X X X
Gaita Ponto (Única) X
Intérprete Vocal Peão X X X
Intérprete Vocal Prenda X X X
Violão Solo (Única) X X
Danças Birivas (Mostra) X
Danças Açorianas (Mostra) X
Danças Portuguesas (Mostra) X
CAMPEÃO GERAL X

63. A partir do XI FNCG, será premiada a entidade CAMPEÃ GERAL. Para a escolha do Campeão Geral somente poderão pontuar nas modalidades individuais os 02 (dois) melhores colocados de cada entidade em cada concurso.

64. Os critérios de pontuação para a escolha do Campeão Geral deverão seguir o somatório da fórmula abaixo:

  • §  Concursos Individuais = Nota x 1
  • §  Concursos de Danças = Nota x 10

65. A partir do XI FNCG, serão premiados com troféus somente os campeões de cada modalidade do Festival, mais a entidade Campeã Geral.

66. A entidade CAMPEÃ GERAL DO FNCG receberá indicação para participar de festivais de folclore na Europa, na qualidade de representante oficial do COFAT no ano posterior a sua conquista.

67. Todos os itens deste regulamento foram votados e aprovados em reunião realizada na cidade de Vacaria/RS no dia 30/09/2012 e todas as etapas do XIII FNCG deverão cumprí-los na íntegra ficando os casos omissos para serem resolvidos pela comissão organizadora do evento e pela diretoria do COFAT, sendo suas decisões irrecorríveis, não sujeitas a recurso.

69. Ficam instituídas as etapas conforme cronograma abaixo:

  • ·       06 a 09/12/2012 – Espumoso/RS (Abertura)
  • ·       22 a 24/02/2013 – Vacaria/RS
  • ·       22 a 24/03/2013 – Lages/SC
  • ·       17 a 21/04/2013 – Pinhal da Serra/RS
  • ·       04 a 05/05/2013 – Turvo/SC
  • ·       14 a 15/09/2013 – Canoas/RS (Final)

OBS: Por motivos plenamente compreensíveis e justificáveis, este ano não será realizada a etapa do CTG Pedro Raimundo de Criciúma.

DICAS de PENTEADOS para PRENDAS:

Prendinha Mirim: deve usar o cabelo totalmente solto. Trança? Recomendado usar quase imperceptível. Usar fitas e flores de tecido que combinem com o vestido. Prenda Juvenil: pode prender o cabelo, mas sempre deixar mais solto que preso, ou quase todo solto. Abusar das tranças.  Adultas, Chirua, SEMPRE usar o cabelo totalmente preso. Pode ser com coque, trança, penteado.

1  399705_305170549614738_566089699_n trança-raiz-lateral-15juvenil  tranças lindas  penteados 3dsc02285   trancas4penteados-formatura024adulta e juvenil930_462156920502572_1942998041_n 417332_277611412310255_789497879_ncoques e tranças

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s